Das Batalhas da Classe Media

django

Embora divirjamos em nossas estratégias, todos nós, pequenos investidores, temos como meta a independência financeira. Todos compreendemos, a essa altura, que ela está umbilicalmente conectada com a liberdade e a qualidade de vida. Percebo que são poucos entre nós aqueles que a desejam para poderem consumir mais, por exemplo, tamanho é o peso que damos ao maior controle sobre nossas vidas e nossos destinos. Comigo não é diferente!

Para manter-me firme e motivado, em minha ascensão rumo à liberdade, criei para mim 3 níveis teóricos de independência financeira, que refletem os estágios de segurança, conforto e riqueza. (Claramente baseado nos ensinamentos de Robert Kiyosaki para variar.) E, desde sua criação, persigo-os.

Ambos os estágios situam-se dentro da faixa mais ampla da classe media, já adianto. – Do que eu considero classe média, não o que o IBGE-PT afirma. Desse modo, abaixo do estágio 1, considero pobreza, acima do estágio 3, considero riqueza.

No 1º estágio dentro da classe media, o da segurança, está o que eu considero o mínimo que uma família precisa para estar dentro dessa faixa social, com suas decorrentes características básicas. No estágio conforto, afora o básico, incluem-se alguns diferenciais, tais como escolas e planos de saúde particulares, além de carro, casa e viagem em férias de maior qualidade. No estágio riqueza, temos tudo o que há em ambas as faixas agregadas, mas com mais qualidade, mais quantidade e com menor sacrifício na aquisição.

Para exemplificar, digamos que eu tracei o parâmetro:

  1. Segurança: R$ 1.000,00
  2. Conforto: R$ 2.000,00
  3. Riqueza: R$ 3.000,00

Desde então, persigo a independência financeira observando tais gradações, sem esquecer, por evidência, a prisão-décimo-terceiro. Não adianta! São 12 os meses no ano, mas nós, da classe média, devemos 13 meses por ano. Portanto, os níveis acima são multiplicados por 13.

IPVA, IPTU, seguro do carro, matrícula, uniforme e material escolar. Escravidão!

Nós iniciamos nossa vida devendo 13 meses e tendo apenas 12 meses para pagá-los. O jogo não é justo.

Dito isso, gostaria de compartilhar com vocês uma conquista pessoal: após quebrar as correntes da escravidão do décimo-terceiro no nível segurança, continuei trabalhando, poupando e investindo e quebrei as correntes do décimo terceiro no nível conforto também.

Sob ambos os parâmetros que analiso: tanto no FCLivre anual (fluxo de caixa livre), quanto na retirada anual de 3% sobre o patrimônio liquido total. Ambos os parâmetros, devo acrescentar, protegem a perpetuidade do patrimônio e do fluxo de caixa que dele corresponde. Então, me livrei e livrei a minha prole desse peso aos 32 anos.

Fiz um gol, está 13 a 1 agora para o sistema.

Meu próximo objetivo é atingir a independência financeira do décimo-terceiro no nível riqueza em ambos os parâmetros. O que tende a ser mais rápido e mais fácil, visto a minha maior educação financeira, experiência e acúmulo de patrimônio. Nos veremos lá, abraços.

Anúncios

3 comentários sobre “Das Batalhas da Classe Media

  1. Pingback: Rentabilidade: Janeiro/16 (-1,35%) | FClivre

  2. Pingback: Rentabilidade: Fevereiro/16 (+0,36%) | FClivre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s